19 de abril

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
29/03/21 às 13h10 - Atualizado em 29/03/21 às 13h10

São Sebastião ganha novas estruturas para a educação

COMPARTILHAR

Mesmo com a atenção voltada para a saúde devido à pandemia do coronavírus (covid-19), o Governo do Distrito Federal (GDF) não tem descuidado de outras áreas essenciais. É o caso da educação, que vai ganhar duas novas estruturas em São Sebastião. Uma delas é o Centro de Educação Infantil (CEI) Parque dos Ipês, inaugurado nesta quinta-feira (25) pelo governador Ibaneis Rocha. A outra é o Complexo Educacional, ainda em obras,  que vai abrigar o Centro de Ensino Fundamental, a Coordenação Regional de Ensino e o Centro Interescolar de Línguas.

“Nosso governo não para em nenhum momento. Optamos por fazer esta obra perto do Residencial Parque dos Ipês para atender a comunidade. Junto a isso estamos acompanhando as obras do que era o antigo Albergue, abandonado há muitos anos, e que vai se transformar na Regional de Ensino, no CIL e no centro educacional que vai abrigar mais de mil estudantes”, apontou o governador Ibaneis Rocha.

Entregue à comunidade nesta quinta-feira(25), o CEI Parque dos Ipês integra uma região habitacional em crescimento anteriormente chamada de Crixá e que passou a ser denominado Parque dos Ipês, inaugurado em 2019.

A escola vai atender 520 crianças de quatro e cinco anos, em meio período. Todas devidamente matriculadas à espera do retorno das aulas presenciais. Deste grupo de alunos, 256 são do CEI 04 de São Sebastião.

A obra foi executada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab), responsável pelo Residencial Parque dos Ipês, com investimento de R$ 4.473.480,96, oriundos da Caixa Econômica Federal (CEF).

O CEI Parque dos Ipês tem acessibilidade e é dividido em três blocos para os serviços administrativos e as atividades pedagógicas. Possui 12 salas de aula, administração e área exclusiva para professores, cinco banheiros infantis, refeitório, duas cozinhas, lavanderia, parquinho e espaços adequados para o atendimento.

A escola conta com 40 profissionais, entre professores regentes, supervisores, coordenadores e gestores. A equipe do CEI 04 foi totalmente transferida para o CEI Parque dos Ipês. “Essa obra cumpre o direcionamento do governo, que é a escola perto do cidadão. Essa escola dá a muitos estudantes a possibilidade de ir a pé para as aulas”, aponta o secretário de Educação, Leandro Cruz.

Toda essa estrutura será utilizada pelos filhos de Eliane de Carvalho Lima, mãe de Fernando, 4 anos, e Erik, 5 anos. “Estou muito feliz e satisfeita com eles estudando perto de casa. Mesmo com as aulas remotas, as professoras são atenciosas. Enviam atividades e vídeos com histórias diariamente”, conta Eliane.

A dona de casa defende a importância de uma educação de qualidade desde a primeira infância. “Acho muito importante a construção de uma relação com a escola. O desenvolvimento deles cresce e melhora muito com o trabalho das professoras”, argumenta.

Complexo Educacional

O Complexo Educacional funcionará na área do Albergue da cidade, às margens da DF-473. O espaço de 4,6 mil metros quadrados foi deixado pela empresa responsável pela obra e estava abandonado desde 2014, sofrendo com depredações. A atual gestão não economizou esforços para que o terreno voltasse a ser utilizado pela população.

Neste primeiro momento serão reformados e, entregues à comunidade, a sede da Coordenação Regional de Ensino de São Sebastião, o Centro Interescolar de Línguas (CIL) e uma oficina de panificação. Esta parte da obra está  gerando quarenta empregos e tem previsão de entrega a partir de maio.

O investimento nesta etapa é de R$ 1,5 milhão, com recursos do Programa de Descentralização Financeira e Orçamentária (Pdaf). Foram feitos serviços de alvenaria, hidráulica, elétrica e telhado, além de limpeza, pintura, pavimentação de estacionamento e a construção de quebra-molas na área externa.

Atualmente, a Coordenação Regional de Ensino  funciona em um prédio alugado ao custo mensal de R$ 11,12 mil, valor que deixará de ser pago gerando economia.

O CIL, que opera de forma provisória no CEF Cerâmica São Paulo e apenas no período noturno, vai ter sua capacidade de atendimento ampliada de 1 mil para 3,5 mil alunos. As aulas serão ofertadas nos três turnos e nos idiomas de inglês, francês e espanhol, além do ensino de libras. Já a oficina de panificação terá sua produção destinada aos próprios alunos do CIL.

“Consideramos um marco para a cidade de São Sebastião a reforma do antigo Albergue, por ser um prédio que estava abandonado há tanto tempo. Agora, sendo restaurado para servir à educação de maneira tão significativa, abrigando a sede administrativa da pasta na cidade e mais duas unidades escolares”, destaca Luciana Pontes Dias, coordenadora regional de ensino de São Sebastião.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros