18 de abril

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
14/09/20 às 15h20 - Atualizado em 23/09/20 às 15h30

DER inicia mudanças no trânsito na descida de São Sebastião, DF-463

COMPARTILHAR

Visando diminuir os riscos de acidentes na descida de São Sebastião — DF-463 — o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) realiza melhorias como o remanejamento e redução de velocidade dos pardais; construção de quebra-molas e reforço da sinalização horizontal vertical.

Essas medidas foram possíveis após conversas e solicitações feitas pela Administração Regional de São Sebastião. "A descida da cidade sempre foi um problema, já tivemos vários acidentes, uns gravíssimos e outros leves, mas sempre acidentes que nos deixam inquietos, preocupados e em busca de soluções cabíveis para aumentar a segurança dos pedestres e motoristas", frisa o administrador Alan Valim.

As alterações foram direcionadas somente no sentido de São Sebastião. "Tivemos conversas com o presidente do DER, Fauzi Nacfur, que imediatamente solicitou que o setor responsável vistoriasse o local. A primeira visita ocorreu em 3 de julho, depois oficializamos as modificações e o departamento deu prosseguimento ao processo dentro do órgão", explicou Valim.

Para o administrador são mudanças simples, mas significativas para os moradores. "A nossa comunidade sabe do perigo dessa descida e é de senso comum que se faça o melhor para diminuir os riscos de acidentes, assim estamos contribuíndo para um trânsito seguro para todos", finalizou.

Para a comunidade entender melhor as alterações:

– O trecho que consiste entre o penúltimo e o último semáforos que ficam em frente ao Jardins Mangueiral terá velocidade regulamentar de 60km/h;
– Já o trecho que consiste entre o último semáforo e a entrada de São Sebastião (próximo à academia JK fitnes) terá velocidade regulamentar de 50km/h;
– Serão construídos dois quebra-molas. Um após o último acesso ao Mangueiral e outro quase na entrada de São Sebastião.
– Há também o remanejamento de dois pardais. Um é antes da área de escape (realocado cerca de 200m) e outro após a área de escape (realocado cerca de 140m).
– Há previsão de manutenção da área de escape e revitalização da sinalização horizontal da mesma;
– E também a instalação de defensa metálica na curva daquela descida.

Veja imagens do projeto elaborado pelo DER para entender melhor:

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros