24 de junho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
30/05/19 às 18h44 - Atualizado em 5/06/19 às 11h31

Governo e comunidade discutem saúdede São Sebastião em Audiência Pública

Na noite desta quarta-feira (29), no Caic Unesco, foi realizada mais uma Audiência Pública em São Sebastião. Mais uma vez governo e comunidade sentaram-se frente a frente para discutir um dos assuntos mais importantes e de prioridade: saúde. A mesa foi composta por profissionais da Secretária de Saúde e do Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal.

Foram mais de duas horas de manifestações da comunidade e governo. O administrador Alan Valim enfatizou o aumento populacional da região nos últimos anos e a necessidade de olhar com atenção para os novos bairros. "Nos aproximamos de 200 mil habitantes, uma região metropolitana que cresce a cada dia, se levarmos em conta o Jardim Botânico e a DF-140 podemos dizer que ultrapassamos os 300 mil moradores da área Leste, temos áreas novas que precisam de atenção nos atendimentos relacionados a internações e emergência", disse.

Os moradores fizeram diversos apontamentos, principalmente em relação ao tratamento pelos profissionais na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Unidade Básica de Saúde (UBS). A comunidade do Assentamento 1º de Julho questionou a possibilidade de não serem mais atendidos em São Sebastião, mas no Núcleo Rural de Cavas. Para eles é inviável devido a distância e sugeriram que seja criado uma UBS no assentamento.

O superintendente do Hospital de Santa Maria, Fabiano Dutra, que representou o Instituto de Gestão Estratégica do DF (Iges-DF), explicou que agora o instituto é o responsável por todas as UPAS do DF e que as mudanças já começaram. Já foram realizadas algumas melhorias na unidade de São Sebastião como o novo filtro e pequenos consertos.

Há também processos seletivos em andamento para a contratação dos novos profissionais que trabalharão na UPA. Dutra foi enfático: a UPA de São Sebastião terá pediatra. "Não vai ter pediatra em todas as Upas, mas aqui terá sim, primeiro porque não há hospital na região". Essa é uma das demandas mais pedidas pela população da região.

Participaram também da audiência a diretora regional de Atenção Secundária Região Leste, Jane Sampaio Carvalho; a diretora de Urgência e Emergência, Diagnóstico e Cirurgia da Secretaria de Saúde, Ana Lins; diretora de Atenção Pré-Hospitalar Fixa (UPAS), Nadja Regina Vieira; a coordenadora de Inovação e Controle Social da Controladoraia Geral do DF, Lucivane Madureira Sampaio; e a presidente do Conselho de Saúde de São Sebastião, Maria Eraíldes Silva de Sousa.
 

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros